5 dicas de saúde para viver bem
 
Estas dicas podem ajudar você a manter sua saúde sob controle.

5 dicas de saúde para viver bem

By Maryssa Caetano

Você já ouviu dizer que prevenir é melhor que remediar? Uma pesquisa da Medical Care Research and Review1 alerta que assumir as rédeas de sua saúde é essencial para viver bem. Isso é ainda mais verdadeiro para quem sofre de alguma doença crônica.

Portanto, não importa que desculpas você usou no passado: pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença para sua saúde geral.

Aqui estão cinco dicas de saúde para tomar conta de seu bem-estar.

1. Durma o suficiente

O sono deve ser uma prioridade. A média que pessoas adultas precisam é de sete a oito horas de sono por noite. Privar-se desse precioso descanso pode aumentar a obesidade2, fator de risco para doenças cardíacas, diabetes, câncer e depressão.

Sem dormir o suficiente, todos os esforços para cuidar da saúde perdem, em certo grau, a eficácia, pois o corpo cansado pode produzir insulina e grelina (também conhecido como "hormônio da fome") em maior quantidade. Portanto, tente relaxar para alcançar o sono profundo todas as noites e viver bem.

2. Agende um exame físico

Exames regulares são importantes para prevenir doenças ou diagnosticá-las precocemente. Realizá-los com frequência é uma das maneiras mais simples de se manter em dia com sua saúde.

Um clínico geral pode avaliar seu histórico pessoal e familiar, verificar os sinais vitais e reunir outras informações para montar um quadro geral de sua saúde. Dependendo de sua idade, histórico médico e familiar, ele poderá determinar com qual frequência você deve visitá-lo, bem como recomendar exames adicionais.

3. Compreenda suas condições de saúde

Entender seus sinais vitais e o que eles significam para a saúde, tais como pressão arterial, frequência cardíaca, taxa de respiração e temperatura, pode ajudar a cuidar de seu bem-estar.

Você pode aproveitar melhor as visitas ao médico se levar uma lista de perguntas a fazer. O profissional tem conhecimento e informações sobre a sua saúde. No entanto, ninguém melhor do que você para descrever o que está sentindo. Isso poderá fazer com que ele disponha de mais dados para interpretar os exames.

4. Mantenha o controle de seus registros

Manter um registro pessoal de saúde atualizado facilita o acesso do médico às informações. Isso também garante que você terá os dados mais recentes ao seu alcance para tomar melhores decisões para a saúde.

O registro de saúde deve incluir informações como:

  • Medicações que você usa
  • Condições e histórico médico
  • Datas e resultados de exames e testes
  • Informações de contato de seu médico
  • Contatos de emergência

Há aplicativos gratuitos como Socorro (iOS) e iClinic (Android e iOS) em que você pode criar seu próprio registro de saúde. Em alguns telefones celulares, também existem recursos e aplicativos próprios para o registro de seus dados de saúde.

5. Melhore seu estilo de vida

Tome as rédeas de sua saúde por meio da escolha de um estilo de vida saudável. Isso inclui uma boa dieta e a prática regular de exercícios físicos para a manutenção do peso, do nível de açúcar no sangue, da pressão arterial e do nível de colesterol em faixas saudáveis. É importante conversar com o médico sobre o tipo de dieta e o nível de atividade física adequados para você.

Veja aqui como fazer essas mudanças de maneira simples e prática:

  • Tenha sempre em mente que é fundamental ingerir uma variedade de frutas, vegetais e fontes de proteína magra ou de baixo teor de gordura. E tome cuidado com a ingestão de açúcar, sódio e gorduras trans.
  • O nível de atividade recomendado3 é de 30 minutos de exercícios moderados por dia, pode até ser uma caminhada. E os 30 minutos não precisam acontecer de uma vez: você pode dividi-los em pequenos intervalos. A atividade física diária vai ajudar a garantir o sucesso nos resultados.

A sua saúde é importante. Assumir o controle, começando por estas cinco dicas de saúde, pode ser crucial para livrar-se de complicações futuras.

Referências

1. Medical Care Research and Review https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/1077558715573871

2. Sociedade Brasileira de Metabologia e Endocrinologia https://www.endocrino.org.br/insonia-e-obesidade/

3. Sociedade Brasileira do Coração http://prevencao.cardiol.br/noticias/principal.asp?sessao=8¬icia=202