5 Dicas Para Viajar E Correr Uma Maratona
 
Saiba como se adaptar a outra cidade enquanto planeja fazer sua melhor corrida.

5 Dicas Para Viajar E Correr Uma Maratona

Saiba como se adaptar a outra cidade enquanto planeja fazer sua melhor corrida.

Vai correr uma maratona em outra cidade? Você não está sozinho! Maratonas atraem atletas de todo o mundo e apenas uma parte dos corredores estão em um terreno familiar. O restante dos competidores provavelmente está planejando como aproveitar a viagem enquanto se prepara para fazer a corrida.

Pam Nisevich Bede, nutricionista da Divisão de Nutrição Esportiva da Abbott, maratonista em 21 provas e triatleta do Ironman, já viajou várias vezes para correr.

Mike Sheehy, maratonista natural de Chicago que também trabalha na Abbott, viajou pelos continentes ao longo de 2017 para completar todas as corridas da Abbott World Marathon Majors

Pam e Mike se reuniram para dar algumas dicas aos corredores enquanto planejam sua próxima aventura. Confira.

  • Coloque o que você precisa na mala.
    “Nada novo no dia da corrida”, diz Nisevich Bede. Então coloque suplementos energéticos, roupas e sapatos com os quais você treinou, na mala. Se for viajar de avião, evite possíveis problemas com extravios de bagagem, colocando o que vai usar no dia da corrida em sua mala de mão, especialmente seus tênis de corrida.
  • Tire um tempo para se adaptar ao clima.
    Fuso horário, mudança de altitude, temperatura e umidade podem impactar seus planos de corrida. O ideal é ter dois ou três dias para se acostumar às novas condições ambientais. Sheehy ressalta que você deve resistir a um passeio para conhecer a cidade antes da corrida. Descanse seus pés, para que você possa atravessar a linha de chegada firme e forte. Guarde os passeios pela cidade para depois da maratona.
    Se possível, planeje ficar uns dias a mais depois que você terminar a prova, assim você não precisa passar por uma longa viagem de carro ou avião com as pernas cansadas.
    Se houver espaço em sua bagagem, viaje com seu rolo de espuma (foam roller), usado como uma técnica de automassagem, para se livrar da rigidez da viagem antes do dia da corrida.
    Além disso, estude seu percurso! “Não importa onde você está hospedado, antes da manhã da corrida, certifique-se de conhecer a área”, diz Sheehy. “Você sabe como chegará à linha de largada? Qual a distância de seu hotel até a chegada? Estude a rota da corrida, para que você possa planejar as estações de água e apoio”.
  • Alimente-se e durma bem.
    “Nas semanas e meses antes do dia da maratona, comece a pesquisar o tipo de comida que você planeja comer antes da corrida”, recomenda Nisevich Bede. “Você vai querer desfrutar de algo familiar e que você sabe que cai bem em seu estômago. Seja proativo e faça uma reserva com base nas recomendações e dicas dos colegas corredores. Para evitar longas esperas, considere ir às compras para obter suas refeições preferidas, assim terá seu combustível com você em qualquer lugar”.
  • Cuide-se antes e depois da corrida.
    Viajar, especialmente de avião, pode contribuir para a desidratação. Segundo Nisevich Bede, “você saberá que está hidratado quando sua urina estiver de uma cor amarela clara. Caso esteja um pouco mais escura, você terá de se hidratar melhor. Se estiver clara demais, você pode estar exagerando”. Tenha uma garrafa de água com você para evitar ficar com sede no dia da corrida. Além de um rolo de espuma, considere colocar uma bola firme na mala (uma bola de squash, por exemplo), para rolar sob os arcos de seus pés. Caso encontre qualquer ponto sensível nos arcos dos pés, permaneça naquele ponto e mexa os dedos para ajudar a liberar o tecido rígido. Se tiver uma longa viagem de carro ou avião pré ou pós-corrida, você pode considerar usar meias de compressão durante a viagem. Elas não apenas ajudam a remover o ácido lático mais rápido, mas são projetadas para comprimir músculos, veias e artérias em suas pernas, assim o sangue volta ao seu coração mais rápido em vez de se acumular em seus pés. Usá-las após uma longa corrida pode ajudar a acelerar a recuperação. Mas lembre-se de que as meias de compressão não são tamanho único. Antes de comprar um par, pesquise e considere ajustá-las.
  • Aproveite sua viagem com calma.
    Sheehy ofereceu um conselho final para os corredores em viagem: “aproveite a viagem, mesmo se você tiver pequenos contratempos. Se você não aproveitar a viagem, vai perder memórias que tornam toda a experiência da maratona mais rica”.

Quer guardar essas dicas? Faça o download do infográfico clicando aqui.