A mineira Raquel Magalhães se prepara para a Maratona de Chicago
 
Raquel é a única mulher entre os 4 funcionários da Abbott Brasil selecionados para correr a Maratona

A mineira Raquel Magalhães se prepara para a Maratona de Chicago

By Cecilia Valenza

Em 2018, a Abbott Brasil selecionou quatro colaboradores para correr a Maratona de Chicago. Raquel Magalhães, 44 anos, foi a única mulher entre os quatro integrantes selecionados para correr a Maratona de Chicago. Em sua primeira maratona, Raquel mantém uma preparação intensa de 5 dias por semana que inclui dieta balanceada, treino de corrida, musculação e hidroginástica.

Embora pratique corrida há seis anos, a novidade da maratona trouxe algumas mudanças para Raquel. Ela se prepara com o acompanhamento de especialistas em um programa definido de treinos. Em 2016, correu a volta da Pampulha, com percurso de 18 km. "Foi muito difícil. Achei que não conseguiria completar a prova. Acabei fazendo em 2h05, mas cheguei esgotada e percebi que não havia me preparado corretamente", diz. Naquela época, Raquel participava do treino de corrida duas vezes por semana, mas não fazia outros exercícios.

Em março deste ano, quando saiu as informações sobre a maratona e a convocação, ela decidiu que era hora de intensificar a preparação. Antes de selecionar os corredores para a Maratona, os colaboradores participam de uma prova de meia maratona (21km). É definido um tempo limite para os corredores que querem concorrer a uma vaga para a Maratona de Chicago. Em maio, seguiu com um colega a São Paulo para a seletiva. "Fui muito ansiosa, eu ouvia que era uma prova difícil. Aconteceu à noite, no escuro. Durante a corrida estava com o psicológico bem abalado e achei puxado. Foram quatro subidas e eu não tinha treinado para isso. Mesmo assim, consegui baixar meu tempo", recorda. Dos 17 inscritos para a prova seletiva, apenas 12 conseguiram índice para continuar na disputa. Raquel estava entre os selecionados.

Com lugar garantido para participar de sua primeira maratona, ela deu início a uma rotina intensa de treinos. Desde junho, é acompanhada por uma equipe multidisciplinar que inclui treinador, ortopedista, fisioterapeuta e nutricionista. "Já corri outras provas, mas não tomava nenhuma suplementação. Agora sigo as recomendações da nutricionista. Faz muita diferença. Antes eu treinava e acabava exausta, agora não", se orgulha.

Este é o segundo ano que a Abbott Brasil leva funcionários para participar de uma prova da Abbott World Marathon Majors. Raquel aproveitou para pegar algumas dicas com os que correram no ano passado e espera inspirar mais colegas a fazerem o mesmo em 2019. "Está sendo uma oportunidade incrível para mim. Estou muito ansiosa, mas ao mesmo tempo confiante de que vou fazer uma boa prova".