Mantendo a saúde familiar aos domingos em São Paulo
 
Domingo em família

Mantendo a saúde familiar aos domingos em São Paulo

Domingo em São Paulo: mantendo a saúde familiar e o vínculo familiar

Apesar da fama de preguiçoso, domingo é um dia excelente para cuidar da saúde com a família. Na avenida ou em cima de um viaduto, espaços não faltam em São Paulo para passar um tempo agradável caminhando ou circulando de bicicleta. Além de manter o corpo saudável e promover a diversão de adultos e crianças a um custo baixo, esses passeios ajudam a estreitar os vínculos entre as pessoas.

A cidade tem facilitado cada vez mais o acesso a espaços públicos, fechando ruas e viadutos. É uma forma de incentivar sua utilização como circuito para disputas e maratonas entre os atletas de fim de semana. Um bom exemplo é a ocupação da Avenida Paulista. Caminhar (ou pedalar na ciclovia) ao longo de seus 2,7 km já se tornou tradição.

No intervalo entre uma caminhada e outra, a infraestrutura do entorno alimenta corpo e alma, com restaurantes, lanchonetes, centros culturais, feiras de alimentação, shows ao ar livre, performances de artistas de rua e muitas outras surpresas que só uma metrópole como São Paulo pode oferecer.

Entre os destaques da Paulista aos domingos estão o acervo e as grandes exposições do Museu de Arte de São Paulo (MASP); os espetáculos gratuitos em frente à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); um passeio pelos jardins da Casa das Rosas, com seus saraus de prosa e poesia; as oficinas e exposições que o Itaú Cultural oferece, o encontro entre tradição e modernidade na Japan House, museu voltado para arte, gastronomia e tecnologia.

Caminhando nas alturas

A 20 minutos da Avenida Paulista, o Elevado João Goulart – ou Minhocão, como é mais conhecido – também entrou para o circuito de vida saudável nos finais de semana em São Paulo. A via expressa que liga a Praça Roosevelt, na região central, ao Largo Padre Péricles, na Barra Funda, é fechada para os veículos desde a noite de sexta até domingo. Com isso, ciclistas e pedestres podem percorrer livremente seus 3,4 km de extensão e praticar atividades físicas.

Uma vantagem do Minhocão é a ausência de semáforos, motivo da impaciência de muitos corredores e ciclistas urbanos. Algumas das atividades praticadas na via são a caminhada, a corrida, o ciclismo, a prática de skate e patins. Muita gente também aproveita para levar seu pet para passear. –. E observar os grafites e jardins verticais nos prédios do entorno durante os exercícios traz o tom da alma paulistana.

No entanto, vale lembrar que toda atividade que envolva algum esforço físico, ainda que de moderado a médio, só deve ser levada adiante após a orientação de um profissional de saúde. Evitar correr riscos desnecessários é a premissa para cuidar da saúde familiar. No mais, é calçar os tênis adequados e partir para a vida ao ar livre que tanto agrada adultos e crianças. O requisito é um só: disposição para acordar cedo e aproveitar o dia.

Domingo em movimento na Paulista