Para ter um coração saudável, faça check up e tranquilize-se!
 
Fazer check-up regular é a melhor maneira de prevenir doenças cardíacas

Para ter um coração saudável, faça check up e tranquilize-se!

By Adriana Marmo

Para manter o coração saudável, os exames cardiovasculares de rotina – o check-up – são fundamentais. Por meio deles é possível detectar problemas de forma precoce, ou antes mesmo que apareçam, aumentando as chances de sucesso na prevenção, no tratamento e na cura.

A frequência dos check-ups pode variar de acordo com o histórico familiar, o estilo de vida e a idade. Uma criança que nasce numa família de hipertensos, por exemplo, deve ter controladas a pressão e as taxas de colesterol. Inserindo desde cedo hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada e atividade física, há chance de impedir que a doença se manifeste".

Em geral, a partir dos 40 anos é recomendável passar por uma bateria anual de exames. E para quem vai começar uma atividade física, seja qual for, é fundamental fazer ao menos um teste de esforço, o ergométrico, com intervalo de dois anos. O médico deve determinar a melhor frequência para cada caso, bem como a lista de exames de cada paciente, de acordo com suas necessidades, histórico familiar e gênero.

O check-up básico cardiológico compreende os seguintes exames:

Glicemia de jejum
Mede o nível de açúcar no sangue e serve para fazer o diagnóstico de hipoglicemia ou hiperglicemia.

Hemoglobina glicada
Também mede a glicose no sangue, avaliando o consumo médio de açúcar dos últimos 90 dias.

Hemograma completo
Avalia a situação das células sanguíneas e serve para fazer o diagnóstico, ou mesmo o controle, da evolução de várias doenças.

Creatinina
Sua função principal é mostrar como está o funcionamento dos rins.

Ureia
É um complemento do exame anterior e também avalia a função dos rins.

Potássio e sódio
Saber a quantidade destas duas substâncias permite também avaliar a função renal, o equilíbrio ácido/básico, a função neuromuscular e o comportamento da pressão arterial.

Triglicérides
Mostra como está o metabolismo das gorduras no corpo e também indica fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Colesterol total e frações

Avalia a quantidade de colesterol e também os seus subtipos na circulação, como o HDL (colesterol bom) e LDL (colesterol ruim). É fundamental para ajudar o médico a calcular o risco de doenças cardiovasculares e entupimentos nas artérias causadas pelo colesterol alto.

TSH - hormônio tireoestimulante
Serve para saber como está a função da tireoide.

T4 livre
Outro exame cuja função é entender como está o funcionamento da glândula tireoide.

Urina tipo 1
Analisa o PH, as proteínas, a densidade e outros componentes da urina para investigar a presença de infecções ou disfunções do sistema urinário. É fundamental no controle de doenças hipertensivas e metabólicas.

Eletrocardiograma
Mede atividade elétrica do coração ao observar o ritmo, a quantidade e a velocidade de suas batidas. É fundamental para detectar doenças como arritmia, infarto etc..

Ecocardiograma
É um ultrassom do coração e permite ao médico entender como está o coração do paciente. São indicados, além do fluxo sanguíneo, dados como o tamanho, a forma das válvulas, a espessura do músculo e sua capacidade de funcionamento. Também permite conhecer o estado dos grandes vasos do coração, da artéria pulmonar e da aorta.

Teste ergométrico ou de esforço
Revela como o coração se comporta ao ser submetido a esforço físico. São medidas a frequência e o ritmo cardíaco, além da pressão arterial e outros parâmetros cardiológicos.

Vale lembrar que a prevenção não se resume apenas aos exames. Também é preciso uma mudança no estilo de vida. É fundamental adotar uma rotina de exercícios, alimentar-se com disciplina e atenção e tentar ao máximo combater o estresse. Quando o assunto é a nossa saúde, o bom conselho de nossos avós vale ouro: prevenir é melhor que remediar!