Mantendo a saúde cardíaca durante as viagens
 
Tomar certas precauções para a saúde do seu coração pode fazer a diferença para uma boa viagem

Mantendo a saúde cardíaca durante as viagens

By Maryssa Caetano

Viajar por puro prazer pode fazer toda diferença para quem almeja uma vida saudável e quer se afastar de um cotidiano estressante. Porém, se você precisa cuidar da saúde do seu coração, seja porque recebeu um diagnóstico recente ou passou por uma cirurgia, não pense em adiar seus planos de colocar o pé na estrada. Tomando os cuidados necessários e prevenindo contratempos que podem acontecer durante o percurso, seu tempo de folga pode ser plenamente aproveitado.

Mas lembre-se: antes de fazer as reservas de passagem e hospedagem, consulte seu médico e tenha certeza de que está apto para enfrentar a viagem por terra, ar ou mar. E siga algumas recomendações que vão garantir a tranquilidade de suas férias.

Escolhendo o destino

Evite lugares com altitudes superiores a 2000 metros, pois podem ser destinos de viagem problemáticos para quem tem problemas no coração. A falta de oxigênio no ar, além de fazer com que você sinta cansaço e ande em ritmo mais lento, pode causar problemas respiratórios, dores de cabeça e no peito. Lugares com temperaturas extremas também exigem demais do seu coração. E se estiver viajando para um destino exótico ou isolado, verifique com antecedência os tipos de cuidados médicos a que poderá ter acesso no local ou nas proximidades.

Viagem Aérea

Voos longos são cansativos e podem se tornar ainda mais desgastantes para quem tem alguma doença cardíaca. Evite problemas com alguns simples ajustes:

  • Para não correr risco de desenvolver coágulos por causa da diminuição da circulação sanguínea, estique as pernas a cada hora andando pelo corredor do avião.
  • Use sapatos confortáveis e meias de média compressão: seus pés vão agradecer.
  • A desidratação é outro fator de risco que pode gerar coágulos sanguíneos, por isso lembre-se de beber água e/ou outros líquidos durante todo o percurso e dispense o álcool.
  • Carregue uma bagagem leve e com rodas, para que você não se esforce sem necessidade.

Viajando com marcapasso ou CDI

Os modelos atuais de cardioversor desfibrilador implantável (CDI)1 e marcapassos implantáveis não causam problemas no aeroporto, mas é prudente avisar sobre sua condição e que você utiliza um dispositivo. Leve na bolsa um atestado do seu médico e, caso algum alarme disparar quando você caminhar através do escâner, mantenha a tranquilidade. O invólucro de metal do seu aparelho pode disparar os alarmes em alguns casos.

Medicação

Tenha em sua bagagem medicação suficiente para toda a viagem e um pouco a mais, por precaução. Sempre leve cópias de sua receita e registros médicos e mantenha-os na bagagem de mão, junto aos remédios. Se o seu destino tiver um fuso horário diferente, lembre-se de ser pontual na posologia do seu local de origem e converse com o seu médico sobre quaisquer ajustes, se forem necessários.

Controle de dieta

Mantenha uma dieta regular quando estiver viajando: uma vida saudável não entra em férias. Fique de olho no consumo de sal e não cometa excessos. Dispense delícias pouco saudáveis e carregue algumas nozes e outros petiscos adequados para quando tiver fome2. Mais uma vez, lembre-se: não esqueça da hidratação, tomando líquidos de acordo com a indicação do seu médico.

Em dia com o seguro viagem

Viajar com a cobertura de um seguro viagem é uma das formas mais tranquilas de aproveitar as férias. Os contratos comuns, porém, não cobrem doenças pré-existentes, justamente o caso das condições cardíacas. Por isso, é muito importante solicitar à seguradora a inclusão de uma cobertura específica para a sua condição no contrato. Se não tomar essa precaução, o atendimento no exterior pode ser negado. Pesquise bastante antes de contratar um seguro e, caso tenha dúvidas, procure ajuda de um bom agente de viagens.

Tomando essas precauções, você consegue aproveitar o tempo livre e manter a saúde do seu coração em dia, mesmo longe de casa.

Aviso: Esta publicação/editorial/artigo possui fins de sensibilização/educacionais e não constitui nem implica endosso, patrocínio ou recomendação de quaisquer produtos. Consulte seu médico ou profissional de saúde antes de iniciar qualquer dieta, exercício ou medicamentos.
Referências
1. Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo http://prevencao.socesp.org.br/blog-do-coracao/destaque/?p=286&c=Marca-passo:-cabeca-e-coracao#.W51yqpNKiYU
2. Associação Brasileira de Nutrologia http://abran.org.br/para-profissionais/os-efeitos-beneficos-do-consumo-de-nozes-no-perfil-lipidico/