OS CAÇADORES DE VÍRUS
 
OS CAÇADORES DE VÍRUS

OS CAÇADORES DE VÍRUS

O combate mundial começa aqui. Somos os Caçadores de Vírus.

Quem são os Caçadores de Vírus? Trata-se de um modo descontraído para descrever um trabalho muito sério. Refere-se aos nossos cientistas, que trabalham para identificar, catalogar, rastrear e testar cepas mutantes dos vírus do HIV, da hepatite e de outras anomalias.

Para Mary Rodgers, Cientista Sênior para a Divisão de Diagnósticos da Abbott, que dedicou sua vida profissional a caçar vírus como parte da sua função na Abbott, é seu dever trabalhar para manter o suprimento mundial de sangue seguro.

Clique aqui e confira um infográfico sobre o trabalho da Abbott quanto à caça de vírus.

Assista Assista OS CAÇADORES DE VÍRUS

Ela é membro integrante do Programa de Vigilância Global da Abbott, que possui uma coleção única de cepas virais do HIV e da hepatite de todo o mundo, incluindo mais de 60.000 amostras, coletadas por mais de 20 anos, de 40 países em seis continentes. Se uma nova cepa é descoberta, nossos cientistas certificam-se de que nossos testes diagnósticos e de pesquisa no sangue são capazes de detectá-la. E isso é importante, considerando que os testes da Abbott são utilizados para testar mais da metade do suprimento mundial de sangue.

Este programa, por sua vez, ajuda a melhorar a capacidade de muitas ferramentas de diagnóstico da Abbott. Isso porque quando um vírus não pode ser identificado nos testes, este não pode ser tratado e é desta forma que ocorrem os surtos.

"Não é fácil lidar com as novas ameaças virais quando elas surgem em tempo real”, afirmou John R. Hackett Jr., Ph.D., Vice-Presidente de Pesquisa Aplicada e Tecnologia para a Divisão de Diagnósticos da Abbott. “Com diagnósticos e vigilância constantes, estamos melhorando no sentido de identificar mais rapidamente a causa destes surtos, o que poderia levar a respostas mais rápidas e melhores tratamentos."

A batalha é constante. Os vírus estão sempre evoluindo. É sua luta pela sobrevivência, assim como a da humanidade.

“Precisamos nos manter no topo das epidemias atuais, como HIV (causador da AIDS), HCV (hepatite C) e HBV (hepatite B). E parte disso envolve a compreensão das sequências genéticas, pois conforme estes vírus evoluem, os meios para detectá-los devem acompanhar esta evolução”, afirmou Michael Berg, Cientista Sênior para a Divisão de Diagnósticos da Abbott, que trabalha na área de descobertas de novos vírus no Programa de Vigilância Global.

A Abbott é líder no mercado, em parte, por conta da grande variedade de testes precisos que nossos equipamentos têm a capacidade de executar. Nossos equipamentos e testes realizam pesquisas em uma maior quantidade de sangue do que qualquer outra empresa no mundo. Isso porque, como Hackett pontua: "Até que ponto estamos dispostos a ir para garantir que haja um suprimento de sangue seguro? Sempre penso: 'Nunca sabemos. Nunca sabemos quem precisará.'"

Estamos fazendo nossa parte para rastrear e testar estes vírus com precisão para acelerar o desenvolvimento dos tratamentos e o cuidado aos pacientes.

A luta mundial se inicia aqui. Somos os Caçadores de Vírus.