Insuficiência cardíaca: resposta a 6 perguntas fundamentais
 
Pessoas com insuficiência cardíaca podem ser tratadas e continuar vivendo uma vida plena e produtiva

Insuficiência cardíaca: resposta a 6 perguntas fundamentais

By Maryssa Caetano

A insuficiência cardíaca (IC) muitas vezes é confundida com outras doenças do coração e, por isso, costuma causar dúvidas entre as pessoas. Se você ou alguém que você conhece está passando por essa situação, saiba que a informação é a melhor maneira de buscar a ajuda e os recursos apropriados.

Confira quais são as perguntas mais frequentes a respeito da insuficiência cardíaca e o que é importante saber sobre a doença.

1. O que é insuficiência cardíaca?

Ter insuficiência significa que o coração não está funcionando tão bem quanto deveria. Por vezes conhecida como insuficiência cardíaca congestiva (ICC), é uma condição crônica, progressiva, em que o músculo do coração se torna fraco demais para bombear o sangue rico em oxigênio para atender às necessidades do corpo.

2. Certo. Então, o que é doença cardíaca?

A doença cardíaca, também conhecida como doença cardiovascular, descreve uma ampla gama de condições que afetam o coração, incluindo pressão arterial elevada, doença cardíaca reumática, dor no peito, problemas no ritmo cardíaco, doença arterial coronariana, cardiopatias congênitas e outras.

Ao longo do tempo, determinadas doenças cardíacas fazem com que o coração se torne fraco ou rígido demais para encher e bombear sangue de maneira eficiente, levando à insuficiência. Por isso, cuidar bem da saúde de seu coração pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver a doença.

3. Quais são os sintomas de insuficiência cardíaca?

Quando uma pessoa desenvolve a doença, o coração e o corpo tentam compensar a falta de fluxo sanguíneo. O coração pode aumentar e bater mais rápido, os vasos sanguíneos no corpo podem se contrair para manter a pressão do sangue elevada e o organismo pode redirecionar o sangue de órgãos menos vitais para preservar o fluxo sanguíneo para o coração e o cérebro.

Principalmente nos estágios iniciais, é possível que não haja sintoma algum. Porém, quando as medidas de compensação do organismo tornam-se insuficientes, podem surgir os seguintes sintomas1:

  • Falta de ar
  • Fadiga e fraqueza
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e pés
  • Tosse persistente, especialmente à noite
  • Náusea
  • Ganho de peso devido ao excesso de fluidos
  • Dificuldade de concentração

Ao notar qualquer um destes sintomas, procure um médico imediatamente.

4. O que causa insuficiência cardíaca?

Qualquer problema que danifica ou enfraquece o coração pode levar à insuficiência. Por vezes, a causa é desconhecida. No Brasil, o motivo mais comum dessa condição é a doença arterial coronariana2, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

A SBC disponibiliza um teste para calcular seu risco cardiovascular3 e também lista outras doenças que costumam causar ou aumentar o risco da doença:

  • Pressão arterial elevada
  • Válvulas cardíacas anormais
  • Cardiopatias congênitas
  • Doença pulmonar
  • Diabetes
  • Histórico familiar

5. Como a insuficiência cardíaca é diagnosticada?

Uma vez que esta cardiopatia pode não produzir sintomas perceptíveis, check-ups médicos regulares são importantes para diagnosticar a insuficiência em seu começo.

Se você marcar uma consulta por suspeita de insuficiência do coração, o médico provavelmente vai examinar seu histórico completo, verificar se há fatores de risco, rever seus sintomas e realizar um exame físico. Ele poderá obter um diagnóstico provisório usando um estetoscópio para auscultar a presença de líquido no seu peito e sons cardíacos anormais4.

Com base num exame físico, o médico pode solicitar outros exames e procedimentos complementares para confirmar o diagnóstico e determinar as melhores opções de tratamento. Entre os exames mais comuns estão5:

  • Exames de sangue
  • Raio-X do tórax
  • Teste ergométrico
  • Eletrocardiograma (ECG)
  • Ecocardiograma
  • Ressonância magnética
  • Cateterismo cardíaco
  • Ventriculografia radioisotópica

O diagnóstico e o tratamento precoces podem aliviar os sintomas e evitar mais danos ao coração. Portanto, visite o médico regularmente.

6. Como é o tratamento para insuficiência?

Uma vez que não há cura para a insuficiência cardíaca, os objetivos do tratamento são amenizar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e retardar a progressão da doença, aliviando a carga no coração. O médico pode prescrever uma combinação das seguintes medidas:

  • Mudanças de estilo de vida como parar de fumar, ter uma dieta saudável e ser fisicamente ativo
  • Medicamentos específicos
  • Implantação de dispositivos médicos, tais como o marcapasso
  • Em alguns casos, cirurgias como intervenção coronária percutânea, ponte de safena, reparação ou substituição de válvula cardíaca

Lembre-se, não hesite em procurar um diagnóstico médico o quanto antes. Com isso, você poderá seguir um tratamento correto para prevenir ou controlar a doença. Dessa forma, será possível levar uma vida plena e produtiva, com a melhor qualidade o possível.

Referências
1. Sociedade Brasileira de Cardiologia http://prevencao.cardiol.br/doencas/insuficiencia-cardiaca.asp
2. Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro https://socerj.org.br/doenca-coronariana/
3. Sociedade Brasileira de Cardiologia - Cardiômetro http://www.cardiometro.com.br/testes.asp
4. Cleveland Clinic https://health.clevelandclinic.org/what-your-doc-listens-for-in-the-stethoscope/
5. American Heart Association http://www.heart.org/HEARTORG/Conditions/HeartFailure/DiagnosingHeartFailure/Common-Tests-for-Heart-Failure_UCM_306334_Article.jsp#http://www.heart.org/HEARTORG/Conditions/HeartFailure/DiagnosingHeartFailure/Common-Tests-for-Heart-Failure_UCM_306334_Article