Falta de dinheiro, saúde, tempo...O que te impede de viver ao máximo?
 

Falta de dinheiro, saúde, tempo...O que te impede de viver ao máximo?

Conheça os principais fatores que afastam os brasileiros de conquistar uma vida plena, e entenda como é possível driblar as frustrações do dia a dia para viver ao máximo

Cada pessoa tem uma ideia do que precisa para ter uma vida plena. De uma forma geral, o brasileiro é satisfeito com sua vida. Somos um povo otimista, mas nem todos consideram que estão vivendo ao máximo.

De acordo com a pesquisa “O que é para o brasileiro viver ao máximo?”, realizada pela Abbott, 39% dos entrevistados consideram que já atingiram este patamar. Entretanto, 61% dão, no máximo, uma nota 7(de 0 a 10) para suas vidas , e entre eles, 12% não passam da nota 4.

Os motivos para esta insatisfação são bastante diversos. Conheça os principais fatores apontados pelos brasileiros para não atingir a plenitude:

Entre os mais insatisfeitos, a maioria é de mulheres (71%), com média de 34 anos. A situação profissional deste grupo não é das melhores, com 14% estão desempregadas. Apesar de tudo, o brasileiro se mantém otimista em relação à sua vida. Entre os mais de 5 mil entrevistados, 87% consideram que o futuro será melhor. E mesmo o grupo que não se considera vivendo ao máximo, 78% acreditam que o futuro reserva coisas melhores.

Mas o que é necessário para viver ao máximo?

Uma das principais lições aprendidas com o estudo é que viver ao máximo não tem uma receita pronta. É algo individual, de dentro para fora. Porém, encontramos alguns ingredientes que envolvem aspectos físicos, sociais e emocionais. Como o autoconhecimento e o envelhecimento pleno, com vitalidade, saúde e família, todos bens que não podem ser roubados.